Edvan Brandão e os livros

Nesta página serão apresentados os livros do autor  paraense EDVAN BRANDÃO, de modo que se efetue definitivamente a apresentação das suas obras para os seus leitores em geral.

EDVAN BRANDÃO escritor paraense de coração, radicado no Estado do Pará há mais de 45 anos e carrega no peito a marca forte do gostar e de ter afinidade com tudo que é do Pará.

Este site através desta página e da página MARITUBA EM EVIDÊNCIA representará em tese o importante papel de divulgação e promoção da cidade de Marituba, e da importância concernente ao escritor EDVAN BRANDÃO, suas obras e os seus lançamentos literários. Não deixe de conhecer as obras do escritor, pois elas são maravilhosas, vão encantá-lo do princípio ao fim.

O site se dedicará em divulgar os romances do escritor EDVAN BRANDÃO, com o simples propósito e com a maior dedicação em promover a triangulação da divulgação direcionada entre a cidade, o morador e os possíveis leitores que se aventurarem nas páginas do MAIS MUITO MAIS.

Outubro 2017

À revelia de mim


À Revelia de Mim , dois ratinhos nascidos e criados dentro da mesma gaiola, e o local preferido deles era o canto, lá parecia mais confortável, mais seguro, ainda que não fosse, mas eles alimentavam essa impressão, que para eles significava paz interior. A prisão com status de residência sem nenhum conforto e com cara de posto terminal onde eles davam adeus para os amigos já sabendo que nunca mais os veriam, pois o destino deles estava traçado, era o céu da boca de uma cobra.

O casal Trec e Truck dois camundongos alvinhos do pelo macio, bem avantajados praticamente o dobro do tamanho dos outros camundongos da superpopulação de ratos comilões alimentados por mãos de pessoas que aparentemente possuíam bondade e outras possuíam maldade, mãos das equipes dos estudantes de psicologia que se escondiam por trás de suas próprias mãos. As mesmas mãos que apontavam e recolhiam primeiramente os ratos apáticos, lerdos, desinteressados pela vida, que eram jogados para alimentarem as cobras.

À Revelia de Mim , é uma história de superação maravilhosa, vivida com dores físicas e psicológicas por personagens que beiravam todos os dias a dura realidade de que aquele seria o último dia de suas sofridas vidas.

À Revelia de Mim , mostra de uma forma diferente, o amor pela vida e o desprezo pela própria vida, para preparar-se para o inevitável momento da morte, sem odiá-la, quase a amando por conformismo, por sofrimento antecipado... ... Leia mais >>>>>>>>>>

TUDO EM NOME DA JUQUIRA

Um amor interiorano em meio da prática do coronelismo e religiões coniventes com as facções dos sem-terra

DISCREPÂNCIAS DE UM NORDESTE MALFADADO POR CORONÉIS, POLÍTICOS CORRUPTOS, LATIFUNDIÁRIOS, PADRES PODEROSOS NO PÚLPITO E NAS TORTUOSIDADES DA COMUNIDADE

Emocionante! Uma história que aborda a corrupção, o trabalho escravo nas fazendas deste país imenso que você pensa que conhece e não conhece, a invasão de propriedade, o lado sujo dos políticos (deputados cada um mais corrupto do que o outro), e aponta os preconceitos dos paulistas com relação aos nordestinos. Leia mais >>>>>>>>>>


BURBURINHO PERENE


Emocionante! Uma história que aborda o nascedouro, os bastidores da DITADURA MILITAR, do comunismo, dos comunistas e escancara para o mundo a convivência da DITADURA entre os universitários nas universidades

O nascedouro e os bastidores da ditadura militar, do comunismo e dos comunistas ferrenhos 

Burburinho Perene é um romance cheio de amor, paixão, aventura e revelações da ditadura que deixará o leitor embasbacado, sem saber se deve amar ou odiar os tempos perdidos que não voltarão jamais e que de forma alguma trarão os desaparecidos e muito menos os que morreram.

Os poderosos da cidade: o Valdevino Frade e o Marenilson Junqueira, com a mesma facilidade que eles mandavam matar, eles amavam e perdoavam os seus amores e seus filhos únicos, mas nada de perdão para quem não merecia. A influência dos dois vai levar o leitor a conhecer a cúpula do comando do regime militar, será um momento de desencantamento, talvez sim, talvez não.

Burburinho Perene vai mostrar muito mais do que isto: uma entrevista íntima com um dos Presidentes Ditadores e a exclusividade da leitura de um dos seus discursos.

Burburinho Perene mostra no bojo do seu encantamento a força e a beleza feminina da Lindinalva, Madame Benigna, Waléria, Clarisse, Tarcila e a poetisa Jocelina de quem o leitor terá a grata satisfação de conhecer a leveza, a maciez e a aspereza dos seus poemas revestidos de paixão... ... Leia mais >>>>>>>>>>


ALUSÃO


ALUSÃO é uma porta de acesso de via dupla, a história mostra a raridade, e o quanto é sofrível e humilhante ser íntegro e honesto, quase impossível alguém sustentar as suas convicções, pois o que tenta, é tentado a fazer exatamente o contrário. No outro sentido da via dupla a história mostra: os crápulas, os desonestos (os bem sucedidos) que classificam as suas atitudes como singelas espertezas. Nas calçadas das sarjetas do Recife, o que é bom se contamina e descobre no progresso dos outros, a mentira que ele não tinha. Revoltado pela dureza com que o mundo o recebeu – não deixou que tivesse nem pai nem mãe –, lhe deu como berço uma lata de lixo. Eurípedes resolve cobrar da sociedade, que o resgate da miséria para uma vida melhor, se foi o repúdio da sociedade que o empurrou para a miséria, então será a própria sociedade que o resgatará da miséria.Eurípedes inventa a sua grande mentira.

Durante o percurso da execução da Grande Mentira do Eurípedes, ALUSÃO cresce e as vias duplas mostram os personagens bons e ruins. Mas, com tamanha dose de veracidade que certamente Edvan Brandão tocará diversos corações, eles pensarão sobre o caráter e a índole de cada um. Até mesmo a fé dos corações serão tocados, quando descobrirem porque o Círio precisa mudar e porque o Bispo Caiu!E você está se perguntando, qual Círio? E qual Bispo?

Pense, olhe até onde a sua vista alcançar – “A Amazônia é o que é sem pôr, sem tirar. E o resto do mundo não fica atrás”.–, o Círio que você enxergar, é este o Círio, é este o Bispo.

ALUSÃO fará com que o leitor descubra um autor inteligente, com uma imaginação surpreendente. Prova disto, é o seu terceiro romance BURBURINHO PERENE ele o medrou com cuidado milimétrico, contando uma história de amor entre jovens universitários que viveram dentro e fora da universidade com os terrores da ditadura. E é no Burburinho Perene, que o leitor terá a grata satisfação de conhecer a leveza, a maciez e a aspereza dos seus poemas.

ALUSÃO traz uma grata surpresa para o leitor, um conto “MAZELAS DE CABOCLOS TOLOS” a história da sabedoria culta do mundo civilizado, contra a tolice cabocla das entranhas da floresta amazônica... ... Leia mais >>>>>>>>>>


PUTSAGRILA


PUTSAGRILA A SANIDADE NO CASULO, conta uma história genuinamente infantil, mas é um infantil adolescente, talvez um infantil adulto ou até mesmo um infantil idoso. PUTSAGRILA é tudo isso junto. É um mundo de criança, de adolescente e de idoso. Neste mundo diversificado vive o Zé Meu Vô, um velhinho simpático de sessenta anos de idade, rico de dinheiro, de poder e de imaginação. Ele praticamente pode tudo e faz tudo, recupera-se da depressão por saudade da mulher amada e começa a viver intensamente, respaldado pelo carinho, amor e dedicação da filha Hildenê, que carinhosamente encara a recuperação da sexualidade do pai, na esperança de fazê-lo feliz e mediante ao esforço extremado que seria recuperar a tal sexualidade, a Hildenê estrategicamente coloca na frente dos olhos dele, a Maria Furacão, a sensualidade em pessoa,ela faz com que ele recupere o que há muito estava adormecido: o vigor dos trinta anos.

Zé Meu Vô encarrega-se ele mesmo de povoar o mundo dele, com Zé Meu Vô Arremedo, Zé Meu Vô Esculacho, Zé Meu Vô Almofadinha, Zé Meu Neto e Zé Alberto.

No Quintal Berçário Mutável, fica a clínica da doutora Zeca Psicóloga, uma menina de uns nove anos de idade, fascinante e competente na cura dos clientes dela.

E é também no Quintal Berçário Mutável, que o Zé Meu Vô criança encanta e se deixa encantar, compartilhando com outras crianças a inocência imaginada.

E no Teatro Su Mano, Zé Meu Vô Esculacho, cercado por belas mulheres: Maria Furacão e Carmencita. Esnoba vitalidade e humor, o palco quase fica pequeno para a enxurrada de piadas que ele joga sobre a plateia, uma piada atrás da outra e gargalhadas aos montões. PUTSAGRILA A SANIDADE NO CASULO é um roteiro em que o Edvan Brandão mirou na história infantil e no humorismo, e impiedosamente acertou na mosca... ... Leia mais >>>>>>>


Edvan Brandão


EDVAN BRANDÃO escritor paraense de coração, por ter afinidade com tudo que é do Pará, jornalista, Especialista em Língua Portuguesa e Literatura, escreve suas crônicas nesse site MAISMUITOMAIS e aqui ele também aborda assuntos relacionados com as obras do escritor EDVAN BRANDÃO. E será por meio do cronista que os seus leitores poderão vivenciarem o seu humor e inteligência nas palavras duras e merecidas, em assuntos diversos do dia a dia sem fraquejar por qualquer motivo que seja em suas crônicas na página QUALÉ MEU A TIRADA BURLESCA.

EDVAN BRANDÃO paraense de coração reside em Belém há mais de cinquenta anos, terra da mangueira e do açaí, embora esteja sempre sentindo saudade do seu torrão natal, Coroatá—Maranhão que se encontra tão próximo da cidade de Belém, oito horas de viagem no conforto de um carro próprio, pois é, EDVAN BRANDÃO, este que chegou e nunca mais partiu, nasceu em 1948 na cidade de Coroatá no município do mesmo nome, localizado no querido Estado do Maranhão, onde morou durante os doze primeiros anos da sua infância impregnada pelas riquezas das criativas brincadeiras interioranas que certamente serviram para ajudar moldar o universo da fantástica imaginação do escritor. Imaginação esta, que desde sua tenra idade foi alimentada no sentido de tirar proveito dela, para escrever muitas histórias no futuro. E foi exatamente o que aconteceu!

Depois que foi fechado o ciclo desta idade de ouro 12 anos, vivendo em contato direto com a natureza, brincando com os seus personagens imaginários que povoaram o quintal da sua casa, eles que corriam armados e fardados, gritando, pulando, chorando, sorrindo e subindo nas árvores infinitamente maiores do que os participantes das brincadeiras reais ou imaginárias. O garoto que sonhava em ser escritor, mudou-se definitivamente para São Luís, e desde então passou a visitar o seu mundo interiorano apenas nas férias, quando retornava para ocupar o controle do seu território absoluto: a casa dos seus avós!

Seus pais: Esmerino Brandão e Antônia Brandão. Casado com a mulher que o acompanha há mais de trinta anos, nas alegrias e nas tristezas Sônia Maria (carinhosamente Soninha) psicóloga psicoterapeuta.

O escritor EDVAN BRANDÃO tem dois filhos: Thiago, o primeiro filho com a sua primeira mulher Edna. E Edvan Brandão Júnior, filho com a sua mulher atual a Soninha.